terça-feira, 11 de Março de 2014

Começar de novo

Desde que deixei de escrever aqui que prometi a mim mesma que não iria abrir o blogue. Se era retiro era retiro total...
Ainda assim vim cá duas vezes, a última recentemente.
Decidi que iria organizar-me e utilizar o computador para todas aquelas coisas que estava há imenso tempo a tentar fazer, e que por uma razão ou outra me perdia no mundo dos blogues.
O meu computador teve uma limpeza enorme nas fotos acumuladas. Está muito organizadinho, por pastas, datas e ocasiões. Adorei rever momentos que me deixaram com uma saudade do tamanho do mundo!

Consegui dar um pouco mais de atenção às minhas filhas, e fazer pequenas coisas de que gosto muito. Eu que não gostava nada de cozinhar já passo pela cozinha com outro sorriso, comecei a elaborar mais refeições caseiras para congelar e poder servir uma refeição quando não tenho tempo de cozinhar e a fome aperta. Também fiz muitos e vários bolos... doces.... se isto continuar assim vou ter que renovar o guarda roupa.

Ao que parece ainda não será este ano que vamos mudar de casa, por isso decidi também que iria mudar esta casa toda. É óptimo para mim poder alterar, trocar, reciclar e dar uma cara nova ao ambiente e aproveitar estes dias que já trazem o sabor da Primavera.

Estamos a meio de uma obra e outras mais simples se avizinham.

Com isto tudo decidi que era uma boa altura para deixar este blog.
 Este foi um blog que sempre me trouxe coisas boas, aliás se trouxe alguma má nem me lembro! Mas quero assim começar do zero numa nova morada.

homelivingfor.com

Quem me seguia no facebook já sabia deste endereço, quem não seguia aqui fica o convite para uma visita, sejam todas muito bem vindas!



Despeço-me com um grande carinho e um beijinho enorme a todas as que passaram por aqui e fizeram parte desta caminhada.


                                                              

                                                           Lúcia Silva


domingo, 19 de Janeiro de 2014

Retiro bloguista

A Dama decidiu fazer um retiro bloguista.

Estes dois primeiros meses do ano são para mim, sempre cansativos e aborrecidos. É a chuva que não pára, a roupa que não seca, a humidade nas paredes (o problema é sempre a humidade), os dias feios e cinzentos, o tempo que não deixa lavar o chão e ainda assim só ajuda a sujar. As minhas filhas fechadas em casa a verem o espaço no esterior para brincar e não poderem sair, é qualquer coisa como se lhes tivessem a dar um doce através de um vidro..... para ajudar ainda fiquei, outra vez, sem máquina fotográfica, um blog sem fotografias não funciona.

Tenho tantas ideias, tanta coisa por realizar e não consigo.

Preciso de um tempo de descanso, eu que sempre pensei que se não deixei de escrever quando a Victória nasceu, nunca ia deixar de escrever.
Ao que parece chegou o dia.


Voltarei, assim que o animo voltar também. Com certeza com muita coisa para contar.



Ainda assim sempre que me for possível estarei por aqui.





quinta-feira, 9 de Janeiro de 2014

A minha casa :: Antes e depois de 4 anos

Quando escolhemos alugar esta casa, sem dúvida, foi pela proximidade da escola para a nossa filha, pelo lugar tranquilo e claro o preço. Quando visitámos a casa pela primeira vez, pensámos que um dia a poderíamos comprar e deixá-la ao nosso gosto. Imaginámos imediatamente fechar a divisão em frente à entrada da porta da rua (que por sinal fica de frente para a porta da rua da cozinha), eliminaríamos a parede que divide a sala de estar da sala de jantar. Colocaríamos loiças novas nas casas de banho, faríamos uma cozinha bonita e um chão novo pela casa e chão flutuante nos quartos, acho terrível um quarto com chão de mosaico.
Enfim, o tempo passou, a família aumentou e esta casa tornou-se pequena. Não pelos quartos, até porque o quarto das meninas tem um tamanho razoável para duas crianças, e eu sempre dormi com os meus irmãos (era uma festa todas as noites). A cozinha e a sala é que nos aperta um bocadinho, nunca conseguimos circular à vontade.
Outra das grandes desvantagens desta casa (e só depois de ter vivido numa casa de dois andares me dei conta) são as escadas! A quantidade de vezes que eu subo e desço estas escadas diariamente é absolutamente impressionante. Jurámos que nunca mais iríamos querer uma casa com dois andares.

         

Ainda assim ao longo do tempo fomos fazendo algumas modificações simples. Na nossa opinião, a casa não é nossa (é um facto) mas é onde moramos e há que torná-la o mais agradável possível. A nossa senhoria é uma pessoa incrível e vai sempre acedendo aos nossos pedidos.

Antes:


Depois:
                                       

A entrada da nossa casa é mesmo assim, não sei quem foi o arquitecto mas de certeza que não devia ter sido um grande aluno na sua formação. Nesta foto, eu estou de costas para a porta da entrada, ou seja quando abro a porta a alguém é isto que se vê. Não há nada a fazer.
Chegámos a pensar em colocar uma cortina, de maneira a esconder este triângulo de paredes, mas temo que venha a parecer uma feira... Ainda assim tornava o espaço mais quente com certeza.

Na altura o frigorífico ainda escondia a mesa de cozinha. Na primeira porta fica a sala de jantar (hoje) e ao lado a sala de estar. No lado direito por baixo das escadas fica a casa de banho, onde tem apenas um lavatório e uma sanita.


Depois:


No hall, antes:



Depois:






As escadas mantêm-se desde então, apenas adicionámos uma galeria de imagens na parede onde vamos colecionando fotografias importantes para nós.






Na cozinha , as portas dos armários não fechavam, optámos por colocar uns imãns próprios para este tipo de situação e resolver o problema de uma forma económica sem trocar dobradiças.Os puxadores eram bolas amarelo canário... aqui já tinhamos trocado por estes simples e económicos da Ikea. As juntas dos azuleijos tinham sido pintadas de amarelo (claro) e foi uma valente obra tentar retirar a tinta.




Depois comprámos uma bancada na Ikea e escondemos os tubos do esquentador e exaustor com umas madeiras de um roupeiro da nossa filha. Colocámos uma placa de fogão e o frigorifico deixou de estar de frente para a porta da rua...







Depois:






E agora ainda se mantem assim.




Nota-se que a casa não foi arrumada para um blog, mas acontece que nesta altura eu ainda estava longe de pensar em ter um blog. Ganhei um gosto especial por fotografar a minha casa desde que tive uma casa de aldeia (esta) e quando começámos a arrumar as coisa no lugar fui fotografando. A antena de televisão da casa não funcionava e fomos como que obrigados a colocar tv por cabo... por isso o fio de antena na foto foi uma tentativa de conseguir alcançar um ou outro canal directamente de uma ficha do piso de cima.




Depois o espaço manteve-se o mesmo mas com muita troca de mobiliário sem gastar um tostão:







Agora mantem-se assim:





No nosso quarto, a cama era apenas uma cama da avó do meu marido onde cortámos a cabeceira porque o jeitoso é comprido e não cabia na cama... dormia atravessado e acordava sempre mal disposto.
A cabeceira era um tampo de uma mesa de madeira partida que acabei por colocar uma colcha por cima presa com alfinetes, ainda não tinha um agrafador. As mesas de cabeceira, um mini-bar e uma mini cómoda pertencente a um móvel também da avó do meu marido.

Antes:


Depois (aqui):






 No quarto da Catarina e agora da Victória também, não há muito a dizer... eu gostava de cor e as crianças já se sabe. A cama era em preto e dourado, pintei de branco e a mobília era da minha irmã. Depois comprámos o beliche, o roupeiro é o meu ex-líbris que ficará comigo até cair para o lado e eu não o conseguir recuperar mais.




Depois:


O candeeiro forrado aqui.






A casa de banho, colocámos um lavatório numa cómoda antiga, pintada por mim (aqui) e uma vez que tínhamos retirado o bidé, que não nos faz falta nenhuma, colocámos um chão de vinil a imitar o chão flutuante que eu tanto gosto. Foi só cortar à medida e colocar por cima do mosaico.

Antes:





Depois aqui:






O quintal antes:



Começámos a fazer uma arrecadação para podermos guardar ferramentas, máquinas e etc. Dá-nos imenso jeito, mas as obras demoraram imenso tempo....








Colocámos esta vedação com o painel de uma piscina que era impossível caber neste quintal.



A relva no nosso quintal é uma coisa que não assiste,bem como as plantas coloridas, a Sasha adorava-as... mas o Verão aqui é mesmo muito quente não há quem aguente tanto sol. As plantas secam e só sobrevivem as mais resistentes, a relva faz-nos desperdiçar imensa água.
Depois da morte da Sasha e dos cachorrinhos acabámos por colocar areia e ficou assim. Não tão bonito mas muito mais prático. Na verdade nesta parte da nossa casa ainda haveria muito trabalho para ficar como eu gostaria... aos poucos há-de ficar melhor.

Depois aqui e aqui:






E nada fica por aqui, este ano haverá mais alterações e com pouco conseguimos sempre alterar qualquer coisa. Mesmo a casa não sendo nossa podemos sempre fazer mais e tornar o nosso lar um pouco melhor.


E por aí, muitas alterações nas vossas casas nestes últimos anos?